Carta de Noticia de Angola - General Walla leva “Não” e intimida mulher em espaço público
 


General Walla leva “Não” e intimida mulher em espaço público

Mar. 04, 2021

O General Simão Carlitos Walla recebeu um “não” de uma mulher com quem tencionava manter alguma proximidade, e em consequência molestou a senhora, num local em que o mesmo se deslocara, para tomar uma refeição.

O episódio, aconteceu neste domingo, na zona dos Ramiros, a sul de Luanda, quando o general se deslocou a um restaurante para almoçar, e encontrou uma mulher que estava em uma das mesas a almoçar com as suas amigas, com a qual tentava alguma proximidade. Esta negou ao chamado do general e na reação o general vai até a mesa onde mesma se encontrava e começa a molesta-la verbalmente.

O oficial superior das FAA’s fazia-se acompanhar dos seus seguranças, todos fardados.

Ao ser rejeitado pela mulher, diante de várias pessoas, incluindo estrangeiros, o general reagiu com actos de molestagem contra a cidadã.

Num vídeo que está a ser amplamente partilhado pelas redes sociais, o oficial superior militar aparece com os seus seguranças a atacar a senhora com dizeres intimidatórios, por entender que a recusa se traduz numa falta de respeito. “Eu sou teu mais velho. Eu sou General neste país. Você está na idade da minha filha. Não sabe que eu sou General aqui neste país? Eu não admito essas faltas de respeito”, ouve-se o General Walla, no vídeo de mais de um minuto, enquanto os seus seguranças se dividiam entre prender a senhora, e impedir que os demais conviva continuassem a filmar o episódio.

Pelos menos 12 pessoas, incluindo crianças, aparecem no vídeo, umas sentadas sob diversas mesas em convívio e outras em pé, enquanto o General faz ralhetes públicos contra a mulher em pleno convívio, com tom ameaçador, fardado, tal como os seus sete seguranças.

Lembrar que Carlito Walla é o General das Forças Armadas Angolanas, que chefiou o batalhão que a 22 de Fevereiro de 2002, matou em combate, Jonas Savimbi, fundador e então Presidente da UNITA.

Depois do alcance da paz, a 4 de Abril de 2002 o General Walla andou ‘sumido’ da espera pública, reaparecendo alguns anos depois, a ser citado como estando implicado em diversos disputas de terrenos em pouco por Luanda. Portal RK

. .
.
.