Carta de Noticia de Angola - Internacional
 
Internacional

Internacional (17)

O Presidente da Guiné Equatorial está "bem de saúde" e todas as afirmações ligadas a eventuais problemas são "especulações", garantiu hoje à agência Lusa, em Luanda, Gabriel Mbaga Obiang Lima, filho de Teodoro Obiang Nguema.

A China culpou os Estados Unidos pelo agravamento das disputas comerciais entre os dois países, mas absteve-se de indicar como retaliará as mais recentes medidas da administração de Donald Trump.

O preço dos combustíveis no Zimbabué subiu hoje quase 50%, cinco meses após um anterior aumento que suscitou violentas manifestações num país em plena crise, anunciou a entidade reguladora da energia (ZERA, na sigla em francês).

Tribunal Judicial da Cidade de Maputo decidiu hoje manter a prisão preventiva aplicada à antiga ministra do Trabalho e ex-embaixadora de Moçambique em Angola, Helena Taipo.

A Justiça norte-americana confirmou hoje o envolvimento do gabinete do antigo Presidente de Moçambique Armando Guebuza, acusando Teófilo Nhangumele de ter agido em nome da Presidência no caso que corre em Nova Iorque sobre as dívidas ocultas.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou às autoridades da República Democrática do Congo a levantar a proibição de manifestações públicas, um passo para garantir a realização de eleições "credíveis e inclusivas" em dezembro.

Ossufo Momade, ex-deputado e antigo secretário-geral da Renamo, foi nomeado presidente interino do movimento na sequência da morte do histórico líder do maior partido da oposição moçambicana, Afonso Dhlakama.

As autoridades do Estado norte-americano do Novo México anunciaram hoje que o dirigente da oposição do Zimbabué, Roy Bennett, morreu num desastre de helicóptero.

Harare, (EFE).- O principal responsável do golpe contra Robert Mugabe, o general Constantino Chiwenga, foi nomeado neste sábado vice-presidente do partido governante no Zimbábue, o União Nacional Africana do Zimbábue - Frente Patriótica (ZANU-PF), pelo novo presidente do país, Emmerson Mnangagwa, informou a imprensa local. 

O Zimbabué assistiu hoje à receção triunfal do primeiro fazendeiro branco a regressar às terras que lhe foram confiscadas pela força das armas em 2000, numa reforma de Robert Mugabe que afetou mais de 4.500 outros.