Carta de Noticia de Angola - Isaac Paulo Bunga
 
Isaac Paulo Bunga

Isaac Paulo Bunga

Sou jornalista angolano colunista político, escritor e editor do jornal eletrônico da Carta de Noticia de Angola desde setembro de 2017 na qual decidiu escrever e informar aos angolanos sobre a tendência das notícias em geral.

[email protected]  Tel: +244954754894

 

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

O selecionador de Angola de futebol assumiu as poucas expetativas para a Taça da Nações Africanas de 2019 (CAN2019), na qual vai defrontar Tunísia, Mali e Mauritânia.

O presidente angolano, João Lourenço, cancelou a autorização dada em janeiro para a aquisição de novos aviões para a TAAG, alegando a necessidade de se proceder a um "estudo mais aprofundado" no Plano de Reestruturação da companhia aérea de Angola.

Existem várias razões, se tivesse que cita-las todas agora, se calhar até ao fim do ano ainda estariam aqui quase como amarrados e torturados por um texto tão longo sem fim.

Por Fernando Vumby

Dez alunos da escola de formação de professores da ADPP no município do Londuimbali, na província do Huambo, foram expulsos hoje, sexta-feira, acusados de prática reiterada de consumo de alcoól e cigarro no recinto escolar.

A ministra da Cultura de Angola, Carolina Cerqueira, revelou hoje que foram encerradas 2.000 igrejas e 2.000 centros de culto em situação ilegal no país.

A empresa angolana Telstar ganhou o concurso público internacional para quarta operadora de telecomunicações em Angola, anunciou hoje o ministro das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação.

A empresa privada angolana "Leonor Carrinho", vocacionada numa produção multifacetada, prevê recrutar mil trabalhadores, dois por cento dos quais expatriados, para pôr em funcionamento uma série de unidades de produção que pensa inaugurar até final deste ano/2019, afirmou hoje, na Catumbela, o seu director geral, Nelson Carrinho.

As autoridades policiais angolanas consideraram hoje que o Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, tem-se mostrado "tranquilo e inviolável", apesar do elevado fluxo migratório registado diariamente, com uma média de 5.000 passageiros.