Carta de Noticia de Angola - João Lourenço: veio para aumentar o sofrimento do povo angolano
 


João Lourenço: veio para aumentar o sofrimento do povo angolano

Written by  maio 07, 2019

As vezes é necessário colocar o dedo na ferida, para que o mundo perceba o desastre porque passa o País, em que Vossa Excelência Senhor General João Lourenço é o líder máximo.

Desde que o mesmo entrou no poder, não deu nenhuma solução à nenhum problema social, milhares de zungueiras ficaram ao relento, sem nada para dar à alimentar os seus filhos, porque seus empregos foram – lhes retirados, foram – lhes recusado tudo, até o direito de viver, porque sem dinheiro, não é possível viver.

João Lourenço se fosse um homem tão inteligente, não aceitaria o projecto de perseguição e caça – as – bruxas, um projecto diabólico, que nada de solução trará à nação angolana. Enquanto isso, agravam – se todos os problemas sociais em Angola, bombas de combustíveis completamente vazias, que só ficaram as moscas, apesar d”Angola ser o segundo País produtor de petróleo em África depois da Nigéria, esta, nem mesmo o líquido precioso que tanto produz tem para fins próprio: João Lourenço só veio para aumentar o sofrimento do povo angolano. No tempo de Eduardo dos Santos, nunca aconteceu tal drama, ao ponto de haver escassez profunda de combustíveis ao nível de toda a nação angolana, é lastimável, a falta de soluções aos problemas sociais no Governo de João Lourenço.

Angola que Lourenço dirige, não há lugar para o pobre vagabundo, não há lugar para a mama zungueira, não há lugar para os sem classe, não há lugar para os sem famílias, não há lugar para os marginalizados, não há lugar para saúde, não há lugar para a educação. Angola que Lourenço dirige, só há lugar para o crime crescente, para os ricos, poderosos, para o aumento progressivo da pobreza, para o aumento da insatisfação social, para o aumento do desemprego, para o aumento de catástrofes capazes de torturarem psicologicamente e fisicamente o povo angolano. Lourenço personificou em Angola, como mais ninguém, as doutas trevas de uma política orgulhosa, que o fez único entre as figuras presidenciais que o antecedem. A total falta de qualidade do sistema educativo, a caótica assistência hospitalar, que se sente na carne e no osso à cada dia que se passa, a falta de valorização ao médico angolano, a falta de emprego para os jovens, a proliferação profunda da criminalidade, o aumento progressivo da pobreza, são marcas profundas de uma governação que deixou - se esquecer por resolver os problemas do povo, para fixar - se na resolução de situações de sues interesses peculiares.

Apontar Lourenço como salvador da nação ou Messias, é uma redundância, uma obscenidade descomunal. João Lourenço, não joga nenhum papel de salvador da Pátria amada (Angola), antes pelo contrário, somente chegou para aumentar o sofrimento do povo angolano. A sua indiferença pela reconciliação no seio do MPLA, é proverbial. Será pois, o ácido capaz de causar dissidências internas no seio do Partido, criando fissuras do tamanho de um rio. Lourenço, assemelha –se ao monarca do conto de Hans Christian Andersen que saudava que saudava o povo na procissão ou na varanda do seu palácio, embora nenhum dos seus cortesãos se atrevesse a dizer – lhe a verdade, todos fingem estar tudo bem, embora os problemas sociais em Angola, crescem como musgos crescem em troncos velhos. O mesmo acontece no Governo de JLo muitos dos seus sequazes, mentem o que se passa de facto, no âmago social angolano, mentir não haver fome em Angola, não haver tanta pobreza a crescer, não haver tanto descontentamento social à instalar – se de forma progressiva no País, fazem crer à Lourenço que o seu Governo está mais forte e acumula vitórias, atrás de vitórias, enquanto isso, os animais morrem de tanta seca no Cunene, as bombas de combustíveis ficaram sem nada para alimentar as necessidades de combustível no País, somando isso tudo, está o vandalismo social que atraio a crescente onda de criminalidade em todas as paradas nacionais, como prova de tudo isso, pode – se afirmar, sem medo de errar que, JLO só veio para aumentar mais sofrimento ao povo angolano.

O país parece estar a mudar, mas essa mudança está num plano inclinado!

João Henrique Rodilson Hungulo

Nota: Este artigo é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não representa a opinião deste site de notícia

- A liberdade de expressão é um direito fundamental consagrado na Constituição Angolana, a pessoa é livre de manifestar o seu pensamento e suas opiniões, pela imprensa ou por qualquer outra via.

Last modified on segunda, 13 maio 2019 11:49
Luis Coutinho Muhungo

Sou jornalista angolano apaixonado pela política, atualmente trabalhando como editor e Colunista do Jornal Digital Carta de Angola desde janeiro de 2018, escreve sobre os artigos da economia e da politica em geral.

muhungo@cartadeangola.info   Tel: +244924354291

Website: cartadeangola.info
. .
.
.