Carta de Noticia de Angola - João Lourenço é um revú? - Manuel Tandu
 


João Lourenço é um revú? - Manuel Tandu

Written by  Nov. 23, 2017

Antes e depois da tomada de posse do PR João Lourenço (JL), a esmagadora maioria de analistas... difundiam a tese de que JL era uma marionete... Agora após esses 50 dias, estão a propalar a tese de que há uma conflitualidade entre o PR João Lourenço e o ex-presidente José Eduardo dos Santos.

Agora defendem a tese que PR JL esta a tomar medidas no sentido de colocar entre a espada e a parede o Zedú. Atenção fora as mesmas pessoas, que ontem disseram que Zedú ficaria no poder tal como outros líderes africanos que se eternizaram no poder, que disseram que o Zedú estava a preparar o Zenu pra lhe suceder, que disseram que era a tia Isabel que estava sendo preparada para lhe suceder… Como o tempo é mestre de tudo.

Todas essas teses acabaram por cair por terra... pois nunca foram verídicas, tinham como objectivo desestabilizar o MPLA... Agora apresentaram uma nova tese nesta semana, segundo a qual JL é um revú. Ao nível das redes sociais são essas informações que estão sendo difundidas, uns até chegaram de dizer que Zedú pretende destituir o JL, pois não esta aguentar a pedalada do JL. Mas tudo isso é falsidade! Porquê? Porque, Zedú é um dos que mais deseja que o MPLA continue sendo poder, que continue existindo... por isso mesmo, se abdicou do poder, por isso mesmo o JL esta passar uma vassourada nas modalidades que tem passado. Engana-se quem pensa que Zedú faria borrada... como outros líderes Africanos. Atenção Zedu não é Robert Mugabe, não é Mobutu Sese Seko Nkuku Ngbendu wa Za Banga, não é Muammar Abu Minyar al-Gaddafi, não é...

Zedú é um líder que tirou o pé na paz do Senhor, e deixou o lugar ao JL, mas tudo na paz do Senhor. Por isso, se nesse processo não fez borrada, agora é que pensara fazer borrada!? Essa tese de conflitualidade. É uma tese na qual os factos vivenciados nos 50 dias do PR JL refutam categoricamente.

O Luaty Beirão escreveu no facebook o seguinte: "João Lourenço acaba de se alinhar à categoria de 'desobediência civil' ao ignorar completamente o decreto (com força de lei) do seu já esquecido antecessor, que o proibia de mexer nas chefias militares por 8 anos. As exonerações a estas chefias foram mais inesperadas do que a de Isabel dos Santos da Sonangol? ".

Aqui neste posts, como em muitos outros que estão sendo publicadas por outras pessoas, enunciam a tese de JL ser um revú. A lei sobre o mandato das chefias militares, proíbe que não se mexa nas chefias militares por um período de 8 anos!? Não! Esta informação publicada por Luaty Beirão não corresponde com a verdade, é uma desinformação.

Essa lei diz que o mandato das chefias militares é de quatros anos, mas podem ser prorrogáveis. Mas essa prorrogação depende de como o nomeado exerceu o mandato. Atenção o mandato é de 4 anos e não oito anos.  Só poderá fazer oito anos, caso depois do cumprimento do mandato, tenha o aval do PR. Ora tendo o aval terá uma nova nomeação. Logo a questão que o Luaty Beirão levanta, quando diz que o mandato das chefias militares é de oito anos é uma falsidade.

Quando também diz que essa lei proíbe que o PR mexa nas chefias militares, também essa questão é uma falsidade. Pois essa lei, não proíbe que PR nomeie e nem lhe proíbe que exonere. Pois prevê que se pode exonerar essas chefias militares por: limite de idade, incapacidade física permanente ou violação comprovada das leis e regulamentos militares. À luz do número 1 do artigo 33º da Lei nº2/93, de 26 de Março. A tese de que o JL é um revú, porque "pisoteou", ou fez um acto de desobediência civil ao mexer nas chefias militares, cai por terra.

O Luaty Beirão numa entrevista por via telefónica ao Jornal Diário de Notícias (DN), disse: "João Lourenço está a comportar-se como aqueles que eram vistos como terroristas". Neste extracto da sua entrevista no DN, ele reforça a tese de o JL ser um revú. Mas se deve ter em atenção, que o ser um revú se difere do ser um reformador. O PR JL antes mesmo da sua tomada de posse, mesmo muitos analista quer interno como externo, o terem tratado naquela altura como uma marionete... Mas ele já tivera dito que é um reformador, pois tivera já dito que faria reformas no país segundo o modelo de Deng Xiaopoing e não de Mikhail Gorbatchev.

O PR João Lourenço não é um revú, mas é um reformador no modelo de Deng Xiaopoing. Um revolucionário, segundo o dicionário online de português, é um indivíduo que provoca mudança através de rebelião, revolta, desobediência civil... quer dizer faz transformações de âmbito político ou social, através de medidas radicais. E um reformador as transformações que faz quer no âmbito político ou social não são radicais.

Aliás qual é a medida radical que o PR JL já tomou pra ser tachado de revú!? Exonerar a tia Isabel na galinha de ovos de ouro (sonangol), é ser revú!? Passar uma vassourada nos órgãos de comunicação social, é ser revú!? Nomear os ministros, governadores... é uma medida radical!? Passar uma vassourada no sector dos diamantes, é uma medida radical!? Exonerar o comandante geral da Polícia Nacional, é uma medida radical!? Ao passar uma vassoura nos órgãos de inteligência e segurança do Estado, é uma medida radical!? Será que já se esqueceu que na qualidade de Presidente da República de Angola, a sua excelência João Lourenço é o Chefe de Estado, é o Titular do Poder Executivo e é o Comandante em Chefe das Forças Armadas Angolanas?

PR JL é um revú? Não! É um reformador. É o Deng Xiaopoing angolano.

Last modified on quarta, 31 outubro 2018 12:46
Isaac Paulo Bunga

Sou jornalista angolano colunista político, escritor e editor do jornal eletrônico da Carta de Noticia de Angola desde setembro de 2017 na qual decidiu escrever e informar aos angolanos sobre a tendência das notícias em geral.

[email protected]  Tel: +244954754894

 

. .
.
.