Carta de Noticia de Angola - Luis Coutinho Muhungo
 
Luis Coutinho Muhungo

Luis Coutinho Muhungo

Sou jornalista angolano apaixonado pela política, atualmente trabalhando como editor e Colunista do Jornal Digital Carta de Angola desde janeiro de 2018, escreve sobre os artigos da economia e da politica em geral.

muhungo@cartadeangola.info   Tel: +244924354291

Website URL: http://cartadeangola.info Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Adalberto da Costa Júnior foi eleito hoje (sexta-feira) presidente da UNITA, durante o XIII congresso ordinário deste partido político.

As operações cambiais privadas passam a ser feitas, a partir do próximo mês de Janeiro, sem necessidade de apresentação de qualquer documentação, como acontece actualmente, anunciou o Banco Nacional de Angola (BNA), num aviso divulgado na sua página oficial na Internet.

O vice-governador do Banco Nacional de Angola (BNA), Tiago Dias, considerou, nesta quinta-feira, que o Kwanza entrou para uma trajectória de apreciação, depois dos altos níveis de depreciação registados a partir de 23 Outubro.

A Odebrecht disse em 2018 ao Governo que precisava de 400 milhões USD para as obras do Aproveitamento Hidroeléctrico da Laúca, mas só recebeu cerca de 300 milhões. O resto ficou na posse do financiador. Agora, o Governo volta a recorrer à Gemcorp, de acordo com um Despacho Presidencial de 28 de Outubro, para obter mais 400 milhões para Laúca.

O governador do Banco Nacional de Angola (BNA) admitiu hoje que a liberalização da taxa de câmbio vai ter impacto nas importações, mas acrescentou que foram tomadas medidas para "suavizar" a subida dos preços.

O Presidente da UNITA, Isaías Samakuva, disse hoje que a crise económica e financeira que o País vive só será ultrapassada a médio prazo se, a partir de agora, o Presidente da República se afastar "decididamente da oligarquia que capturou o Estado" e passar a governar para a cidadania com vista a alcançar os quatro objectivos a que se referiu na sua mensagem sobre o estado da Nação.

O líder do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), no poder, acusou hoje supostos militantes do partido de estarem por detrás de uma campanha que visa a intoxicação e destabilização do país.

O presidente de Angola anunciou esta terça-feira a decisão de demitir o ministro das Finanças, Archer Mangueira . O seu lugar vai ser ocupado por antiga secretária de Estado para as Finanças e Tesouro  Vera Santos Daves.