Carta de Noticia de Angola - Politica
 
Ultimas Noticias
Politica

Politica (92)

O Presidente da República, João Lourenço, recebeu ontem, em Luanda, jovens representantes das diversas plataformas juvenis da sociedade civil e de partidos políticos para abordar alguns dos problemas mais gritantes que os aflige, com realce para a questão do desemprego, a falta de habitação e dificuldades na formação profissional.

A UNITA, maior partido da posição angolana, rejeitou hoje um eventual adiamento das primeiras eleições autárquicas no país, mas alertou que existem "riscos", uma vez que o Governo angolano não as pretende realizar simultaneamente em todo o país.

Angola não conseguiu recuperar, de forma voluntária, qualquer capital financeiro, mas, coercivamente já tem nos cofres perto de 4.000 milhões de dólares (3.480 milhões de euros) em dinheiro e bens conseguidos desde dezembro de 2018, disse hoje fonte oficial.

O Presidente de Angola assinou hoje um despacho que estabelece as regras e procedimentos para a abertura de um novo concurso para o quarto operador de telecomunicações no país, uma semana após ter anulado o anterior.

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, repudiou e condenou hoje "energicamente" os "sangrentos atentados" registados domingo no Sri Lanka numa mensagem endereçada ao homólogo cingalês, Maithripala Sirisena, indica uma nota da Casa Civil do Presidente da República.

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, considerou, este sábado, a corrupção um crime hediondo que deve ser combatido sem tréguas, notando ter chegada a hora de se fazer um corte e uma ruptura contra as más práticas.

A Assembleia Nacional angolana aprovou hoje na generalidade, por unanimidade, dois projetos de lei sobre as eleições autárquicas propostos pelo grupo parlamentar da UNITA, maior partido da oposição em Angola.

O Presidente angolano tentou hoje demover, em vão, o ex-chefe de Estado de Angola José Eduardo dos Santos de viajar, terça-feira, para Espanha, via Lisboa, num voo da transportadora aérea portuguesa TAP, "contrariando diligências protocolares e logísticas".

O ministro da Defesa angolano disse hoje à agência Lusa que a situação militar no enclave de Cabinda é "tranquila", referindo desconhecer a morte de quaisquer militares das Forças Armadas de Angola (FAA), reivindicadas pela FLEC/FAC.

A cerimónias estavam previstas para sábado, mas ainda não são conhecidos os resultados das análises de ADN ao líder histórico da UNITA

  1. + LIDOS
  2. Comentarios