Carta de Noticia de Angola - Politica
 
Politica

Politica (168)

O ministro da Construção e Obras Públicas angolano, Manuel Tavares Almeida, considerou hoje que "durante 40 anos o país foi governado de improviso", defendendo "esforços" para se criar "instituições competentes e sustentáveis" para governar o país.

A UNITA, maior partido da oposição angolana, defendeu hoje a apresentação pública "urgente" do relatório e contas do Fundo Soberano de Angola, a ser feito com uma auditoria "independente e credível".

O ministro do Interior angolano, Ângelo Veiga Tavares, desmentiu, esta segunda-feira, que a Presidência da República de Angola tenha encomendado viaturas do Brasil que carregavam droga dissimulada no seu interior, apreendida no porto de Dakar, Senegal.

O Presidente da República, João Lourenço, exonerou, nesta quinta-feira, Itiandro Slovan de Salomão Simões, do cargo de secretário Judicial e Jurídico do Presidente da República.

O príncipe Harry, duque de Sussex, vai visitar Angola este outono, no âmbito de uma viagem em família com a mulher e filho recém-nascido em África, anunciou hoje através da rede social Instagram.

O ministro das Relações Exteriores de Angola disse hoje, em Lisboa, que a Guiné-Bissau "não pode ficar refém de caprichos pessoais" do Presidente José Mário Vaz que, três meses após as eleições, continua sem nomear o Governo.

O Governo angolano está apostado no desenvolvimento da província da Huíla, uma das alternativas para ajudar a desanuviar o excesso de população na capital, Luanda, disse hoje o Presidente de Angola, João Lourenço.

Num discurso que apontou baterias à família do seu antecessor, o Presidente de Angola falou dos “que ameaçam o MPLA e fazem chantagem” e defendeu a necessidade de fazer respeitar a Constituição e a Lei.

O líder do MPLA e Presidente de Angola, João Lourenço, apelou hoje à equipa económica governamental para avaliar o melhor momento para a implementação do Imposto sobre Valor Acrescentado (IVA), após o adiamento do prazo para outubro.

O político angolano Abel Chivukuvuku disse hoje, em Luanda, que vai criar um novo partido em Angola, cujo nome será divulgado até 15 de agosto próximo, e que já vai concorrer às eleições autárquicas angolanas de 2020.